Botafogo goleia o Remo por 4 a 1 e fica a um ponto da classificação

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 18 de outubro de 2003 as 18:27, por: cdb

O Botafogo deu um passo importantíssimo para sua volta à Série A do Campeonato Brasileiro ao golear o Remo por 4 x 1, neste sábado, no Mestre Ziza. Leandrão, Valdo e Almir (2) construíram o triunfo alvinegro, enquanto Valdomiro assinalou o gol dos paraenses.

Com o resultado, bastará um empate contra o Marília, terça-feira, em São Paulo, para o Glorioso garantir presença no quadrangular final da competição. Já o Remo vai a Recife enfrentar o Náutico.

O Alvinegro começou com tudo. Dada a saída a bola foi esticada para Valdo, que prendeu e tocou para Márcio Gomes. O lateral chegou `linha de fundo e cruzou na medida par Leandrão escorar de cabeça para o fundo da rede paraense: 1 x 0.

O gol animou a equipe carioca que partiu em busca do segundo gol. Aos 8 minutos, Márcio Gomes arriscou de fora da área, mas o tiro saiu rasteiro à direita de Gilberto. Mas aos 12 não teve jeito. Leandrão sofreu falta próximo a área. O meia Valdo cobrou com categoria a se tornou o jogador mais velho a marcar um gol com a camisa alvinegra.

Dominando inteiramente a partida, o Botafogo tentava sempre com Leandrão ou pela esquerda com as descidas de Jorginho. Porém, aos 21 minutos, o Remo conseguiu chegar pela primeira vez, quando Valdomiro recebeu pelo lado da esquerda da área deu um corte em Márcio Gomes e bateu rasteiro, mas na rede pelo lado de fora.

Aos 26, o Glorioso chegaria ao seu terceiro gol com Dill de cabeça, mas o árbitro Carlo Eugênio Simon anulou erradamente, alegando impedimento do atacante alvinegro. Aos 33, os paraenses quase diminuem após confusão na área contrária.

Aos 36, Jorginho recebeu passe de calcanhar de Leandrão, invadiu a área, deu um corte em um zagueiro e, quase do bico da pequena área, cruzou rasteiro para Dill, mas a Augusto afastou o perigo. Aos 40, Valdo penetrou na área em velocidade e soltou a bomba para o goleiro Gilberto espalmar para frente.

Quando tudo indicava que o placar se manteria inalterado para o segundo tempo, aos 44 minutos, o lateral Valdemir cobrou uma falta da direita para o segundo pau, Gian escorou de cabeça e Valdemir emendou de primeira no canto direito de Max, que nada pôde fazer. O gol foi o 17° do jogador, que se distanciou ainda mais na artilharia da Série B do Brasileiro.

Para a segunda etapa, o treinador Levir Culpi colocou o meia Almir em lugar do atacante Dill. E, logo aos 38 segundos, a estrela do comandante alvinegro brilhou. Márcio Gomes lançou na área para Leandrão, que tocou por cobertura para Almir. O meia recebeu de costas, girou e tocou no canto esquerdo de Gilberto, ampliando o marcador.

Aos 14, por pouco o Glorioso não chegou ao quarto. Almir recebeu no bico da área, deu um lindo corte em um contrário e cruzou de direita. Camacho, livre, cabeceou para excelente defesa de Gilberto para escanteio. Aos 22, novamente o Botafogo. Jorginho tabelou com Leandrão que, fazendo trabalho de pivô, devolveu para o chute do lateral à direita do gol paraense.

O Botafogo administrava o resultado e ainda buscava ampliar o marcador através dos contra-ataques. Aos 34, Fernando se lançou à frente e arriscou de fora da área, com a bola passando à direita de Gilberto.

Aos 38 minutos, o Alvinegro acabou ampliando o marcador. Almir recebeu na entrada da área, colocou entre as pernas de Sérgio, invadiu e chutou rasteiro no canto direito de Gilberto, que ainda tocou na bola, mas não conseguiu evitar o quarto gol que sacramentou a vitória do time da Estrela Solitária, que ficou a um ponto da próxima fase do Brasileiro.

BOTAGOGO 4 x 1 REMO

Botafogo
Max, Márcio Gomes, Sandro, Edgar e Jorginho; Túlio (Gedeil), Fernando, Valdo e Camacho (Têti); Dill e Leandrão.
Técnico: Levir Culpi

Remo
Gilberto, Valdemir (Moisés), Augusto, Sérgio e Arlindo; Márcio Belém, Chicão, Rogério Belém (Jaílson) e Gian; Valdomiro e Cristiano (Walderi).
Técnico: Givanildo Oliveira

Data: 18/10/2003 (sábado