Botafogo é líder da Série B

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 7 de junho de 2003 as 00:11, por: cdb

Com o Botafogo é tudo muito difícil mesmo. Quando soube que o time alvinegro enfrentaria o União São João, equipe que ainda não havia conquistado qualquer ponto no Campeonato Brasileiro da Série B, até o mais otimista torcedor alvinegro tremeu. Num jogo nervoso, o Botafogo perdeu muitas chances de gol, falhou muito na defesa, mas conseguiu vencer o União por 3 x 2, na noite desta sexta-feira, em Araras (SP). Com isso, chegou à liderança da competição, com 14 pontos.

O gol da vitória alvinegra foi marcado por Sandro, aos 44 minutos da etapa final, mas quando o jogo estava 2 x 1 para a equipe da casa, Max defendeu um pênalti cobrado por Juliano. Os gols do União, que continua sem ponto na competição, foram marcados por Osmar, e os outros do Botafogo foram feitos por Leandrão e Daniel.

O Botafogo começou melhor e abriu o marcador logo aos quatro minutos. Valdo cobrou falta da direita, Leandrão resvalou de cabeça e a bola bateu na trave direita de Rafael antes de entrar. O time alvinegro dominava a partida e aos 16, Dill perdeu boa chance, chutando mal de pé direito. Um minuto depois foi a vez de Camacho.

Mas aos 20, após confusão na área, Osmar conseguiu empatar o jogo e o panorama da partida mudou. O time da casa passou a criar mais chances e quase virou o placar. Aos 28 minutos, Juliano cobrou bem uma falta, que Max espalmou a escanteio.

A resposta do Botafogo só ocorreu aos 39, com Sandro cobrou uma falta com um chute forte, mas o goleiro espalmou a escanteio.

Com menos de um minuto de segundo tempo, João Paulo chutou cruzado e a bola tocou na trave direita de Max. O União São João jogava melhor e conseguiu a virada aos sete minutos, novamente com Osmar, aproveitando de cabeça, completamente livre, um cruzamento da esquerda de Fabinho.

O Botafogo resolveu acordar e aos 11 Dill quase marcou, mas a bola, que ia entrando, tocou no zagueiro Ben-Hur. Aos 13, Daniel derrubou Osmar dentro da área e o árbitro Evandro Roman marcou pênalti, que Juliano cobrou um minuto depois no canto esquerdo de Max, que se esticou todo e espalmou a escanteio.

O jogo ficou aberto e as equipes foram criando chances. Aos 19, após cobrança de escanteio pela esquerda de Valdo, Sandro quase acerta o ângulo esquerdo de Rafael. As coisas estavam boas para o Botafogo e o time carioca chegou ao empate aos 23, Daniel cruzou da esquerda, Dill fez o corta-luz, a bola tocou em Ben-Hur e entrou: 2 x 2. O árbitro pôs na súmula gol de Daniel.

Aos 34, Valdo cobrou uma falta da meia-esquerda e a bola passou raspando o travessão. Aos 40, Sandro tocou de cabeça para Daniel na pequena área, mas o lateral não conseguiu completar a já precisão e a bola foi por cima do gol de Rafael. Aos 44, Daniel chutou forte na trave esquerda. Na seqüência, Fábio cruzou da esquerda e Sandro tocou de cabeça, no canto direito do goleiro do União para fazer o terceiro.

UNIÃO SÃO JOÃO 2 x 3 BOTAFOGO

União São João
Rafael, Flávio (Valdo), Ben-Hur, Polaco e Wellington; Marcos Nascimento, Wilson Matias, Fabinho e Juliano (Marcelo Rocha); Osmar e João Paulo (Careca)
Técnico: José Arnaldo Lira

Botafogo
Max, Márcio Gomes, Sandro, Edgar e Daniel; Túlio, Fernando (Almir), Camacho e Valdo; Dill (Gedeil) e Leandrão (Fábio)
Técnico: Levir Culpi

Data: 6/6/2003 (sexta-feira)
Local: estádio Hermínio Ometto, em Araras (SP)
Juiz: Evandro Rogério Roman (PR)
Cartões amarelos: Juliano, Polaco, Careca (União), Fernando, Edgar (Botafogo).
Gols: Leandrão, aos 4min, e Osmar, aos 20min, do primeiro tempo; Osmar, aos 7min, Daniel, aos 23min, e Sandro, aos 44min, do segundo tempo.