Botafogo é favorito absoluto ao título de campeão carioca

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 2 de abril de 2006 as 18:27, por: cdb

O Botafogo está com a mão no título de Campeonato Carioca. Na tarde deste domingo, com o Maracanã lotado na festa do alvinegro, dois belos gols contra o Madureira garantiram a posição favorável ao time no próximo fim de semana. O Alvinegro agora pode perder até por um gol de diferença na segunda partida que será o campeão da temporada.

No primeiro tempo o jogo foi movimentado, com boas oportunidades de gol para as duas equipes. O Botafogo pressionou, mas o Madureira mostrou uma tática de jogo mais compacta, sem grandes espaços para o adversário jogar. Mas não faltou bola na trave, aos 45 minutos e depois, aos 24 minutos do segundo tempo, o atacante Maicon, do Madureira, fez bela jogada individual e chutou lá do meio da rua. A bola tocou a base da trave direita e saiu.

Um minuto depois, foi a vez do Botafogo dar o troco. Dodô arriscou da entrada da área e acertou o travessão. A bola chegou a bater nas costas do goleiro alvinegro e foi para escanteio. Aos 32, a trave, pela terceira vez, apareceu para atrapalhar depois de cobrança de falta de Lucio Flavio.

O Botafogo voltou mais concentrado para o segundo tempo. O primeiro gol saiu aos 21 minutos, em jogada de Reinaldo, que recebeu na entrada da área e chutou forte, acertando o ângulo direito do goleiro Renan. Após seis minutos, Joílson ampliou a vantagem ao aproveitar o bom cruzamento de Bill pela esquerda. Ele chutou rasteiro e correu para o abraço da torcida alvinegra, que soltou o grito de campeão no Maracanã.

 Há nove anos o Madureira não vence a Botafogo.

Dados Técnicos

Botafogo 2X 0 Madureira

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Djalma Beltrami (RJ)
Cartões amarelos: Maicon (M), Ruy (B), Roberto Lopes (M), Odvan (M), André Lima (M), Bill (B), Scheidt (B)
Gols: Reinaldo, aos 21, Joílson, aos 27 minutos do segundo tempo.
Público: 31.176
Renda: R$ 261.105,00

Botafogo
Lopes, Ruy, Rafael Marques, Scheidt e Bill; Thiago Xavier, Diguinho, Zé Roberto e Lucio Flavio (Joílson); Reinaldo (Gláuber) e Dodô
Técnico: Carlos Roberto

Madureira
Renan, Marcos Vinícius, Odvan, Paulo César e Paulo Roberto; Roberto Lopes, Djair (André Paulino), Maicon e Muriqui (Marquinhos); Fábio Júnior (Josafá) e André Lima
Técnico: Alfredo Sampaio