Botafogo bate o Azulão por 2 a 0

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 26 de março de 2003 as 23:56, por: cdb

Com uma boa atuação no segundo tempo, o Botafogo venceu o São Caetano por 2 x 0 na noite desta quarta-feira, pela segunda fase da Copa do Brasil e conseguiu sua classificação para as oitavas-de-final da competição, onde enfrentará o vencedor do confronto entre Goiás e Ituano.

Com o triunfo, o clube ainda manteve o tabu de jamais ter perdido para times paulistas jogando no Rio, pela Copa do Brasil. Em cinco jogos, foram quatro vitórias e um empate.

O primeiro tempo foi sofrível tecnicamente. Com nenhuma criatividade no meio de campo, o São Caetano mostrou muito pouco para quem precisava fazer pelo menos dois gols. O Botafogo, por sua vez, repetiu a fórmula que deu certo no jogo do interior paulista apenas por uma atuação milagrosa do goleiro Max: se defendeu como pôde.

Como não poderia ser diferente para um time que entrou em campo apenas para não tomar gols, o alvinegro deu apenas um chute na meta Luciano, numa falta cobrada por Sandro e facilmente defendida.

No outro lance que levou algum perigo, a bola sobrou para o atacante Fábio após resvalar na barreira numa falta cobrada por Carlos Alberto, sem ângulo, o jogador cruzou para trás, mas não encontrou ninguém.

O Azulão teve pelo menos três chances de abrir o marcador. Na primeira delas, aos 18min Rafael chutou da entrada da área e Max espalmou para escanteio. Cinco minutos depois, Max soltou um chute fraco de Fábio Santos e no rebote Gilmar salvou em cima da linha.

No último lance de perigo da primeira etapa, Fábio Santos passou por Marcio Gomes, chutou e Gilmar salvou novamente. Aos 45min, Fábio prejudicou um contra-ataque do Botafogo ao errar um passe para Valdo.

Ao contrário do marasmo da primeira etapa, a velocidade foi a tônica da segunda. Os dois times se lançaram mais ao ataque e, apenas nos primeiros quinze minutos, o Botafogo perdeu três oportunidades de abrir o marcador.

O São Caetano continuou criando, mas a medida em que o tempo passava, parecia se sentir pressionado pela necessidade de fazer pelo menos dois gols para alcançar a classificação.

Aos poucos, com mais personalidade, o Botafogo tomou conta definitivamente do jogo e já merecia estar vencendo quando, aos 33min, Sandro cobrou falta da intermediário, Luciano soltou e o volante Fernando completou para o fundo das redes.

Com a classificação praticamente garantida, o Botafogo tocou a bola e ainda marcou o segundo, aos 47min, com Leandrão cobrando pênalti sofrido por Rodrigo Fernandes.

BOTAFOGO 2 x 0 SÃO CAETANO

Botafogo
Max, Marcio Gomes (Rodrigo Fernandes), Gilmar, Sandro e Renatinho; Carlos Alberto, Fernando, Almir, Valdo e Camacho (Túlio); Fábio (Leandrão)
Técnico: Levir Culpi

São Caetano
Luciano, Rafael, Edson Batatais, Serginho e Fábio Santos; Mineiro, Marlon, Raulen e Capixaba; Marcinho e Adhemar
Técnico: Mário Sérgio

Data: 26/3/2003 (quarta-feira)
Local: Maracanã, no Rio
Juiz: Domingos Viana Filho (PA)
Cartões amarelos: Carlos Alberto, Fernando e Sandro (Botafogo); Capixaba, Edson Batatais, Adhemar e Serginho (São Caetano)
Gols:Fernando, aos 33 min e Leandrão, aos 47 min do segundo tempo