Botafogo 1 x 2 Ponte Preta

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 24 de junho de 2012 as 17:31, por: cdb

Lennon mostrou muita luta pela lateral-direita (Crédito: AGIF)

O Botafogo lutou até o fim, mas não conseguiu evitar a derrota por 2 a 1 para a Ponte Preta, na noite deste domingo, no Stadium Rio. O Alvinegro teve mais volume na partida válida pela sexta rodada do Brasileiro, mas sofreu gols em seus melhores momentos no confronto. De pênalti, Andrezinho foi o responsável pelo tento do Glorioso.

Com a sétima rodada adiada, o Botafogo volta a campo apenas no dia 7 de julho, sábado, contra o Bahia, no Stadium Rio.

O Botafogo começou muito superior no Stadium Rio. Logo aos três minutos, Vitor Junior desceu bem pela direita e tocou para trás para Andrezinho, que bateu de primeira e forçou difícil defesa de Edson Bastos. Pouco mais tarde, Andrezinho ergueu cobrança de falta na área e levou perigo após a bola desviar no bolo de jogadores que existia dentro da área.

Com maior posse de bola e volume de jogo, o Glorioso tinha domínio amplo das ações quando a Ponte Preta aproveitou seu primeiro contra-ataque mais agudo para abrir o placar com Nikão, aos 15 minutos.

O gol fez com que a equipe visitante crescesse em campo e igualasse o jogo. O Botafogo, no entanto, não desistia de buscar o empate. Aos 31, a disputa pela área ficou franca na área da Ponte após escanteio e Fábio Ferreira quase marcou na sobra.

O empenho do Fogão seria premiado aos 42, com bela tabela pela esquerda entre Márcio Azevedo e Andrezinho. O lateral-esquerdo encostou no ataque e passou a bola para Andrezinho, que recebeu dentro da área, matou no peito e devolveu para o companheiro. Na corrida, Márcio recebeu em boa posição, mas foi derrubado. Pênalti que o próprio Andrezinho bateu e converteu para igualar o marcador.

Sem conseguir a virada ainda no primeiro tempo, o Fogão veio com tudo para a etapa complementar. Logo no primeiro minuto, Vitor Junior arriscou de fora e levou muito perigo com chute cruzado que Edson Bastos espalmou como pôde.

Mais uma vez o Botafogo era muito superior quando foi surpreendido em jogada de velocidade e sofreu o gol de desempate da Ponte Preta, aos oito minutos, com Ricardinho.

Querendo, no mínimo, empatar o placar, o Alvinegro buscava o gol, mas tinha dificuldades em penetrar na verdadeira fortaleza que a Ponte Preta armava em sua defesa. A luta da equipe, no entanto, não foi o suficiente para que o empate acontecesse.

BOTAFOGO: Jefferson, Lennon, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Jadson (Lucas Zen), Renato (c), Fellype Gabriel (Maicosuel), Andrezinho e Vitor Junior; Loco Abreu (Elkeson).
Treinador: Oswaldo de Oliveira.

Rodrigo Paradella