Bombeiros vistoriam prédios da Barra

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 5 de dezembro de 2005 as 11:45, por: cdb

Oficiais da Diretoria-Geral de Serviços Técnicos do Corpo de Bombeiros iniciaram nesta segunda-feira, às 13h, a vistoria em todos os prédios do Condomínio Novo Leblon, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, para verificar as condições dos equipamentos de prevenção contra incêndio e se certificar de que estão de acordo com o Coscip (Código de Segurança contra Incêndio e Pânico) do Estado do Rio de Janeiro.

No sábado à noite, um incêndio atingiu seis andares do Edifício Canova, no Condomínio Novo Leblon, e o trabalho dos bombeiros foi dificultado pela falha no sistema preventivo do prédio, pois os combatentes tiveram de fazer uma linha de combate ao fogo, a partir da conexão de várias mangueiras das viaturas, passando pelo térreo do prédio até chegar aos andares superiores, onde as chamas eram intensas.

– Estávamos arrumados para ir a um casamento e minha mulher voltou ao quarto para pegar a bolsa. Quando chegou lá, a cama estava pegando fogo. Saímos batendo nos apartamentos vizinhos e gritando: Fogo! – contou o comerciante Luiz Fernando Pereira, morador do apartamento 1.703, onde o sinistro começou, explicando que, com a ajuda dos vizinhos, tentou usar o equipamento do prédio, mas a água das mangueiras não tinha pressão suficiente.

O secretário de Defesa Civil e comandante-geral de Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Alberto de Carvalho, garantiu nesta segunda de manhã, em entrevista à emissora de TV, que não houve demora na chegada dos bombeiros.

Ele explicou que a primeira guarnição chegou ao local cerca de 15 minutos depois de o Centro de Operações receber o primeiro chamado, às 19h13.

– Sequer faltaram equipamentos ou recursos humanos: seis quartéis de vários bairros da cidade e 80 bombeiros militares estiveram no local – acrescentou.

No domingo, foi feita uma vistoria prévia pelos oficiais do Corpo de Bombeiros para tentar esclarecer as causas do incêndio.