Bolívia: Presidente realiza reforma ministerial

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 25 de janeiro de 2012 as 09:56, por: cdb

Nesta segunda-feira (23), Evo Morales iniciou reforma ministerial. Segundo informações, o presidente incorporou a sua gestão sete novos nomes, trouxe outros dois ex-ministros de volta ao governo e transferiu um ministro de pasta. Os outros dez ministros foram mantidos.

O ministro das Relações Exteriores, David Choquehuanca, e o ministro de Economia e Finaças, Luis Arce, são os únicos que permanecem em seus cargos desde o começo da gestão Morales, em 2006.

O presidente boliviano, que no início de seu segundo mandato, em janeiro de 2011, havia anunciado um gabinete com igual número de ministros homens e mulheres, desta vez retrocedeu. São 13 ministros homens e 7 mulheres. Por outro lado, as mulheres conquistaram espaço no poder legislativo. No início deste ano, Gabriela Montaño e Rebeca Delgado, ambas do Movimento ao Socialismo – Instrumento Político pela Soberania dos Povos (MAS-IPSP), partido de Morales, foram eleitas para a presidência do Senado e da Câmara de Deputados, respectivamente.

Entre as mudanças nos ministérios, o maior destaque na cena política boliviana foi a volta ao Ministério da Presidência do ex-militar e sociólogo Juan Ramón Quintana – que deixa o comando da Agência para o Desenvolvimento das Macrorregiões Fronteiriças. A oposição rechaçou sua nomeação por considerá-lo “duro” e “autoritário”.

Quintana é tido como um dos líderes da resistência do governo Morales à tentativa de golpe de Estado encabeçada pela elite do departamento de Santa Cruz, em 2008, e protagonista da expulsão da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (Usaid, na sigla em inglês) do território boliviano, em 2011.

Como ficou o gabinete ministerial boliviano

Mantidos:

Ministro das Relações Exteriores: David Choquehuanca
Ministro da Economia e Finanças Públicas: Luis Alberto Arce
Ministro da Defesa: Rubén Saavedra
Ministra do Planejamento: Viviana Caro
Ministra da Luta Contra a Corrupção: Nardy Suxo
Ministra da Autonomia: Claudia Peña
Ministra do Desenvolvimento Produtivo: Teresa Morales
Ministro da Educação: Roberto Aguilar
Ministra do Desenvolvimento Rural e da Terras: Nemesia Achacollo
Ministro do Trabalho: David Santalla

Novos:

Ministro do Meio Ambiente e da Água: Felipe Quispe
Ministro de Hidrocarbonetos e Energia: Juan José Hernando Sosa
Ministro da Mineração e Metalurgia: Mario Virreira
Ministro da Saúde e dos Esportes: Juan Carlos Calvimontes
Ministra da Justiça: Celia Luisa Ayllón
Ministro de Obras Públicas: Arturo Vladimir Sánchez
Ministra da Comunicação: Amanda Dávila

Retorno:

Ministro da Presidência: Juan Ramón Quintana
Ministro da Cultura: Pablo Groux
Transferido de pasta:
Ministro de Governo: Carlos Romero

Fonte: Brasil de Fato

 

..