Boca segura Pumas e joga pelo empate na final da Sul-Americana

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 7 de dezembro de 2005 as 10:21, por: cdb

O Boca Juniors (Argentina) segurou heróica o empate por 1 a 1 com o Pumas (México), nesta terça-feira, em partida realizada na Cidade do México, valida pela decisão da Copa Sul-Americana.

Com o resultado, o Boca pode empatar sem gols, domingo, dia 18, em Buenos Aires, para ficar com o título da competição.

O resultado não foi o mais justo. O Pumas foi melhor, especialmente no segundo tempo, mas pecou nas finalizações e esbarrou em boa atuação do goleiro do Boca Abbondanzieri, que é titular da seleção argentina.

Palacio abriu o placar para o Boca Juniors aos 29min do primeiro tempo. Após passe de Bilos, o artilheiro recebeu livre na área e tocou na saída do goleiro.

Fora o gol, o time argentino ameaçou a meta mexicana apenas uma vez, em uma cabeçada desperdiçada pelo atacante Palermo.

O empate do Pumas veio no segundo tempo, aos 8min. Mariano tocou para Botero, que concluiu sem chances para Abbondanzieri.

Depois disso, o que se viu foi um massacre do Pumas, que desperdiçou várias chances, embora o árbitro não tenha validado um gol legítimo aos 20min, quando o goleiro do time argentino defendeu uma cabeçada depois da linha.

Já nos descontos, o time mexicano levou um susto, quando o goleiro Bernal fez linda defesa em chute a queima roupa de Palácio. No rebote, ele dividiu com Cardoso, mas o árbitro entendeu que não houve pênalti.

Como não venceu, o Pumas precisa agora derrotar o Boca em La Bombonera ou empatar por dois ou mais gols. Empate por 1 a 1 leva a decisão para os pênaltis. A equipe argentina luta pelo bicampeonato da competição.