BNDESPar será sócia na refinaria petroquímica do Rio de Janeiro

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 7 de janeiro de 2005 as 14:59, por: cdb

O diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, disse hoje (7) à Agência Estado que a BNDES Participações (BNDESPar) está confirmada como sócia da nova refinaria petroquímica no Estado do Rio de Janeiro, que terá como sócios também o Grupo Ultra e a Petrobras. Sobre a participação da chinesa Sinopec ainda não há definição.

A refinaria petroquímica será construída a partir de meados de 2006 para entrar em operação em 2010. Costa reafirmou que ainda neste semestre estará pronto o detalhamento do projeto “suficiente para os starts necessários”. Entre eles, a localização, se em Itaguaí, ao sul do Rio, onde a Petrobras possui terreno, ou em outro lugar.

– O Estado está definido, e agora trabalhamos com a microlocalização, levando em conta área, condições logísticas e questões relacionadas a meio ambiente – explicou. Ainda neste semestre, a Petrobras anunciará a localização – uma disputa também política, já que a governadora Rosinha Garotinho quer levar a unidade para o norte do Estado, em Campos de Goitacazes.

O diretor da Petrobras disse também que há conversas com várias empresas dispostas a se associar ao projeto. Ele não revelou nomes, mas afirmou que pela dimensão do projeto, considerado de grande porte, pode haver mais de quatro sócios, com um limite ainda não definido.

– Estamos examinando o mercado – assinalou o executivo.

O projeto foi inicialmente orçado em US$ 3 bilhões, para refino de 150 mil barris por dia de petróleo de Marlin (Bacia de Campos) e produção de 1,2 milhão de toneladas por ano de eteno e 600 mil toneladas de propeno, entre outros produtos.