BNDES e Finep devem aumentar em 50% desembolsos para projetos de inovação

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 23 de março de 2012 as 13:36, por: cdb

Bruno Bocchini
Repórter da Agência Brasil

São Paulo – O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), empresa pública vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia, devem aumentar os desembolsos para projetos de inovação em cerca de 50%.

“Tanto o BNDES quanto a Finep têm uma carteira crescente de projetos para inovação. No ano passado, já tivemos um aumento significativo nas nossas carteiras, desembolsamos mais de R$ 3 bilhões em inovação. Neste ano, esperamos que essa cifra cresça substancialmente. Esperamos ultrapassar a marca 4,5 bilhões”, disse o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, após se reunir com empresários da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O presidente da confederação acrescentou que a indústria, com o apoio do BNDES, deverá investir, nos próximos dois anos, cerca de R$ 1,7 bilhão na instalação 32 laboratórios e centros de pesquisa de ponta, de acordo com a vocação de cada região do país. “Por exemplo, no Acre, vamos colocar centro de tecnologia voltado para a madeira; no Amazonas, [voltado à área] de biotecnologia”.

Desse dinheiro, R$ 1,4 bilhão deverá ser financiado pelo BNDES. Os centros têm prazo de dois anos para ser construídos e estão sendo projetados pelo instituto alemão Fraunhofer, “a melhor experiência que há no mundo de trabalho de laboratório em rede voltados à inovação e tecnologia”, segundo destacou o presidente da CNI.

Edição: Vinicius Doria