Blogueiros debatem reforma política com o presidente do Senado 

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 28 de março de 2011 as 17:35, por: cdb

O presidente do Sendo, José Sarney, recebeu hoje em seu gabinete oito blogueiros para falar sobre o lançamento de um aplicativo gratuito para iPhone, com informações sobre os senadores e as atividades da Casa. O lançamento está previsto para ocorrer esta terça-feira (30). Depois das informações sobre a apresentação do aplicativo, Sarney participou de um debate com os blogueiros. A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) também acompanhou a reunião.

Um dos temas tratados foi a reforma política. Na avaliação de Sarney, o Brasil avançou nas áreas social e econômica, “mas estagnou na área política”. De acordo com Sarney, a sociedade precisa amadurecer politicamente para que o voto seja facultativo.

Leia mais

Sarney: Redes sociais são uma revolução para a cidadania

– Há grandes faixas da população que estão afastadas da informação. Por isso, é bom que as pessoas tenham a obrigação de votar”, afirmou.

Sarney ainda cobrou a melhoria da qualidade dos partidos brasileiros, afirmando que o país “não conseguiu produzir partidos políticos, que não têm programa”, o que faz com que o povo não encontre representatividade.

– O eleitor não lembra em quem votou e o candidato não sabe por que foi eleito – disse o presidente.

Ao ser questionado sobre a falta de incentivo oficial à leitura no país, Sarney lembrou que uma das primeiras leis de incentivo à cultura foi de sua autoria, em 1972. O presidente também destacou a importância de a sociedade atuar no sentido de colaborar com a produção cultural e com o incentivo à leitura.

– A sociedade não pode ficar só esperando o Estado agir. As pessoas podem e devem agir, principalmente os pais, que devem incentivar os filhos à leitura – afirmou.

A senadora Gleisi Hoffmann destacou a importância do ensino básico e da pré-escola.

– Essa fase é de extrema importância para o ser humano – disse, acrescentando que a ideia é universalizar o ensino da pré-escola em cinco ou seis anos.

Gleise Hoffmann disse que se o Brasil não tiver educação de qualidade, seus cidadãos não terão qualidade de vida no futuro.

A um dos blogueiros que questionou o presidente José Sarney sobre as ações do Senado Federal para garantir a liberdade de expressão na internet, o senador disse que a sua posição pessoal “é de total liberdade na internet”.

– É inútil querer controlar – afirmou Sarney, garantindo que não há lei restritiva e nem há espaço para isso no Senado.

Críticas e participação direta

Sarney também destacou a importância de saber receber críticas, afirmando que quem vive em uma sociedade democrática precisa respeitar a liberdade. O senador também afirmou que ser democrático é saber reconhecer o erro.

– Faz parte do estado democrático – ponderou.

O presidente do Senado ainda lembrou que, na história política, o homem sempre procurou participar diretamente.

– Era assim nas praças [da Grécia] e estamos caminhando para isso novamente, graças às novas tecnologias – concluiu.

Tércio Ribas Torres / Agência Senado