Blocos carnavalescos do Rio pedem ajuda do governador para liberar desfile

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 6 de janeiro de 2011 as 12:14, por: cdb
Atualizado em 14/11/16 21:08
"A preocupação da área de segurança é dar todo o conforto para aqueles que no momento de folia estejam precisando do atendimento público”, disse Cabral
"A preocupação da área de segurança é dar todo o conforto para aqueles que no momento de folia estejam precisando do atendimento público”, disse Cabral

A Associação de Blocos Folia Carioca pediu ajuda ao governador do Rio Sérgio Cabral sobre as dificuldades para conseguir a permissão da Polícia Militar (PM). Cabral disse nesta quarta-feira, que vai negociar com os blocos carnavalescos as exigências na área de segurança e saúde para autorizar os desfiles pela cidade.

“A preocupação da área de segurança é dar todo o conforto para aqueles que no momento de folia estejam precisando do atendimento público”, disse Cabral em relação aos pequenos e grandes blocos, depois do evento na Cidade de Deus, na zona oeste do Rio.

O Folia Carioca representa 18 blocos, e teve problemas para conseguir com 23º Batalhão de PM, no Leblon, a autorização para o desfile de seus afiliados. “A resolução exige além das autorizações de vários órgãos, a instalação de torres de observação a cada tantos metros, UTI móveis, coisas impossíveis. Não dá para nivelar os blocos de rua com a realização de grandes eventos como o show da Madona ou dos Rolling Stones”, defendeu. ” Uma autorização da prefeitura e da polícia resolveria”, disse o presidente Ricardo Rabelo.

A presidente da Associação Independente de Bloco de Carnaval de Rua (Sebastiana) Rita Fernandes pensa que não será necessária uma intervenção do governo. Para ela, a situação pode ser resolvida diretamente com a PM. “Há uma precipitação. Em 2010, fizemos reunião com a PM e houve um entendimento de que os blocos não são manifestações de cultura popular”. A organização reúne 12 blocos, entre eles o Simpatia é Quase Amor, que desfila na Zona Sul.

Como forma de protesto, a Folia Carioca prepara para o próximo domingo (16) um desfile na Praça Quinze. Cerca de 30 blocos devem participar.