Biblioteca Pública realiza higienização de obras raras

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 28 de março de 2012 as 15:37, por: cdb

Biblioteca Pública realiza higienização de obras raras

Escrito por n. comQua, 28 de Março de 2012 18:25

Processo de limpeza de livros raros e especiais tem apoio do Promic e está sendo realizado pela primeira vez na biblioteca do município

A Biblioteca Pública Municipal de Londrina deu início, na semana passada, ao processo de higienização de cerca de 1.700 obras raras e especiais de seu acervo. O trabalho tem como objetivo garantir maior durabilidade às obras que sofrem com os agentes químicos e físicos do ambiente como a poeira e umidade, por exemplo.

De acordo com a diretora em exercício da Biblioteca Pública, Rosangela Rocha de Mello, é a primeira vez que o trabalho de higienização das obras é realizado na biblioteca, sendo que a pretensão é que os trabalhos tenham continuidade.

“Esta é a primeira fase do processo, onde os livros terão tratamento especial por serem obras delicadas. Vamos realizar o processo sempre que for necessário. Depois, pretendemos catalogá-las minuciosamente e, se necessário for, faremos a restauração dos exemplares”, explicou.

Os trabalhos de higienização vão demorar sete meses para serem finalizados e estão sendo investidos R$ 35 mil provenientes do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic). Integram o  projeto “Obras Raras da Biblioteca Pública de Londrina: higienização e acondicionamento” a bibliotecária e professora aposentada da Universidade Estadual de Londrina, Yara Maria Prazeres, e dois estagiários do curso de Biblioteconomia.  

A limpeza do material é feita com um pincel macio especial, chamado trincha. O processo inclui a limpeza de todas as páginas dos exemplares, inclusive a capa. Após a higienização, as obras são acondicionadas em papel neutro.

Atualmente, a Biblioteca Pública de Londrina conta com 78 mil exemplares de livros e aproximadamente 60 mil jornais e periódicos. Interessados em consultar o acervo devem ir à Avenida Rio de Janeiro, 413, região central da cidade.

Foto: Luiz Jacobs