Berzoini fala como coordenador da campanha de Lula

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 28 de abril de 2006 as 12:57, por: cdb

A candidatura do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, à reeleição está mais próxima de um desenlace. A provável escolha do presidente do PT, Ricardo Berzoini, como coordenador de uma possível campanha já é um sinal claro de que pretende se manter no cargo por mais quatro anos. Lula esteve na abertura do encontro nacional do partido, na capital paulista.

Berzoini não confirmou, nesta sexta-feira, se será o coordenador do esforço eleitoral de Lula nos próximos meses, mas já prevê ações de campanha a serem adotadas na tentativa de reeleger o presidente e já fala, com a autoridade de quem trabalha na direção da campanha, sobre a política de alianças do provável candidato.

– Sinto que a tendência é de que prevaleça a tendência de uma política ampla de alianças. Deve ser deliberado, no plenário do encontro, a tendência de se fazer alianças com todos os partidos que compõem a base do governo hoje. No entanto, será mantida a proibição de acordos regionais fora deste arco. Isso já consta no documento do PT, mas nem precisaria constar. Com a verticalização, não há como fazer aliança com esses partidos. Mesmo que se quisesse, o que não é o caso – disse Berzoini a jornalistas.

Ato político

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o vice-presidente, José Alencar, estiveram presentes nesta sexta-feira, durante ato político realizado no 13º Encontro Nacional do PT. Cerca de 1,2 mil delegados de todos os Estados brasileiros já chegaram à quadra do Sindicato dos Bancários, na rua Tabatinguera (centro de São Paulo) para se credenciar ao encontro.

Ambos, ao entrar no palco da Quadra dos Bancários, foram aplaudidos de pé. Os militantes gritaram: “Um, dois, três, Lula outra vez!

Também são esperados representantes de pelo menos 17 partidos progressistas de esquerda de cerca de 15 países. Ministros, prefeitos e parlamentares petistas também participarão do maior evento já realizado pelo PT.

Encontro

Até domingo, o PT realiza seu 13º Encontro Nacional. Nesta reunião, serão discutidos e aprovados documentos sobre conjuntura e tática eleitoral e sobre as diretrizes para elaboração do programa de governo (confira os textos que serão apresentados). O presidente Luiz Inácio Lula da Silva estará presente no ato político que será realizado às 17h.

Foram convocados para o encontro os 1,2 mil delegados de todos os Estados do país, eleitos nos Encontros Estaduais do PT. Também estarão presentes os membros do Diretório Nacional, bem como ministros, governadores, prefeitos e parlamentares petistas, além de delegações estrangeiras de partidos progressistas de esquerda.  Até esta quinta-feira, representantes de 17 partidos de 15 países de várias partes do mundo já haviam confirmado presença.

O encontro será na quadra do Sindicato dos Bancários de São Paulo (Rua Tabatinguera, 192 – centro).

Confira a programação:

Sábado – 29/04/2006

9h – Conjuntura e tática eleitoral: (apresentação dos textos,  debates e votação das emendas)
14h – Intervalo para almoço
15h – Encerramento do credenciamento de delegados titulares e início do credenciamento dos suplentes
15h30 Diretrizes do programa de governo: (apresentação dos textos, debates e votação de emendas)
16h – Encerramento do credenciamento de suplentes de delegados
19h – Jantar

Domingo – 30/04/2006

10h – Construção Partidária: (Convocação do III Congressso/ projetos de resolução)
14h – Encerramento do Encontro