Berzoini diz que Previdência precisa ser repensada e reformada

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 11 de março de 2003 as 16:41, por: cdb

O ministro da Previdência Social, Ricardo Berzoini, disse nesta terça-feira, ao discursar na VI Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que os principais fatores que ocasionaram o desequilibrio no sistema previdênciário brasileiro, desde 1996, foram as renúncias previdenciárias e o crescimento elevado do número de benefícios, devido ao aumento da expectativa de vida dos brasileiros.

Segundo Berzoini, em 2002, a Previdência Social registrou prejuízo de R$ 17 bilhões: foram R$ 71 bilhões de contribuições contra R$ 88 bilhões de despesas.

“Precisamos repensar a Previdência Social, urgentemente, e reformá-la. Previdência é direito social, política social, solidariedade e defesa coletiva”, afirmou o ministro. De acordo com Berzoini, para reverter o atual desequilíbrio no sistema previdenciário, é necessário combater a fraude e a sonegação; melhorar o atendimento previdenciário; e buscar meios mais modernos para aumentar a arrecadação.

“O sistema previdenciário precisa ser auto-sustentável. Vamos trabalhar para isso, dialogando com todos os setores brasileiros. Estamos dispostos e contamos com a participação de todos para garantir as gerações futuras”, disse o ministro.