Bernardinho está preocupado com EUA

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 24 de novembro de 2006 as 11:19, por: cdb

O técnico Bernardinho está em alerta para o jogo de estréia da seleção brasileira masculina na 2ª fase do Mundial de vôlei, no sábado, diante dos Estados Unidos. Ele chegou a afirmar que os norte-americanos sempre causam problemas para o Brasil.

– Todos os adversários desta segunda fase são perigosos. Os Estados Unidos se classificaram em quarto lugar, mas é uma equipe que sempre nos causa problema. Na maioria das vezes, temos vencido – contou Bernardinho.

– Os dois times têm a vantagem da experiência. Eles começaram mal o campeonato e souberam mudar isso. Essa experiência dos jogadores em administrar situações vai ajudá-los, mas nos ajuda também – observou o comandante.

O capitão e levantador Ricardinho fez coro ao discurso:

– Eles são um time muito certo taticamente, com boa defesa e volume de jogo – salientou o atleta, antes de lembrar da derrota brasileira para os EUA na final da Copa América 2005.

– Perdemos um campeonato para eles em casa (São Leopoldo, no Rio Grande do Sul). Por isso, estamos ainda mais motivados para derrotá-los- emendou.

Brasil e Estados Unidos já se enfrentaram 120 vezes, com 68 vitórias brasileiras. Em Mundiais foram seis jogos, com cinco triunfos dos norte-americanos. No entanto, a Seleção derrotou os rivais na semifinal da Olimpíada de Atenas, em 2004.

O jogo deste sábado está marcado para as 2h (de Brasília) e acontecerá no ginásio Green Arena, em Hiroshima, no Japão.

Solenidade

Junto com os companheiros de seleção e de outras equipes, Ricardinho participou na última quinta-feira de uma solenidade realizada pela Federação Internacional de Vôlei no Parque Comemorativo da Paz.

Ele visitou o Monumento da Paz de Hiroshima. O local fica a alguns metros de onde explodiu a bomba atômica lançada pelos Estados Unidos no dia 6 de agosto de 1945, durante a II Guerra Mundial.