Berger recusa ofertas e diz que prefere esquiar

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 2 de janeiro de 2006 as 10:00, por: cdb

O ex-piloto austríaco Gerhard Berger disse que não está pronto para retornar a um cargo de direção na Fórmula 1. O ex-companheiro do brasileiro Ayrton Senna, que parou de correr em 1997, ficou por três anos como diretor esportivo da BMW.

Berger esteve recentemente cotado para assumir um cargo na equipe Red Bull ou em um projeto para a Volkswagen entrar na F-1.

– Estou contente por receber ofertas. Mas há momentos na vida que você quer trabalhar, mas há outros que você prefere esquiar – disse Berger, em entrevista à TV ORF, da Áustria.

– No momento, estou esquiando. Se alguma coisa mudar, ficarei contente em aceitar uma dessas ofertas – completou.