Benedita assume candidatura e muda panorama eleitoral no Rio de Janeiro

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 17 de outubro de 2001 as 16:27, por: cdb

A vice-governadora do Rio de Janeiro, Benedita da Silva, anunciou que vai concorrer ao governo do Estado em 2002. Benedita registrou sua pré-candidatura no diretório regional do PT, nesta segunda-feira. Dessa forma, a vice-governadora está habilitada a disputar as prévias do partido com o deputado federal Milton Temer e o vereador Edson Santos, os outros dois pré-candidatos do partido no Rio.

Com a decisão, Benedita assumirá o governo em 4 de abril, data em que Anthony Garotinho deve deixar seu posto para concorrer à presidência da República. “Não estou fechando portas nem possibilidades para 2002, mas oferecendo opções”, disse Benedita. Na verdade, uma vez no cargo de governadora, a petista teria apenas a opção de tentar a reeleição.

A decisão também afeta o destino do presidente da Assembléia Legislativa do Rio, Sérgio Cabral. O deputado pemedebista é uma peça importante na base de sustentação de Garotinho e assumiria o governo caso Benedita disputasse uma vaga ao Senado. Ontem, Cabral e outros líderes do PMDB estiveram reunidos com Garotinho e com o presidente regional do PSB, deputado federal Alexandre Cardoso, para discutir a participação do PMDB na sucessão estadual e a possível candidatura de Cabral à sucessão de Garotinho. “Gostaríamos que o PSB e o governador considerassem essa hipótese”, disse o presidente do diretório fluminense do PMDB, Moreira Franco.

“O PMDB nos avisou que vai ter candidato próprio. Mas nosso partido também terá o seu”, contou Cardoso, do PSB, deixando claro que a legenda socialista pretende encabeçar a chapa da situação.