BC faz previsão de baixo investimento externo e maior superávit comercial

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 11 de junho de 2003 as 23:13, por: cdb

O Banco Central revisou para baixo nesta quarta-feira sua previsão sobre o volume de investimento estrangeiro direto para este ano e aumentou a do superávit comercial.

O Brasil receberá 10 bilhões de dólares em investimento estrangeiro direto e não 13 bilhões de dólares, como tinha prognosticado há alguns meses o BC.

A previsão oficial indica que este ano haverá uma queda de 28,6 por cento no investimento estrangeiro direto em comparação com 2002, ano em que o país recebeu 14 bilhões de dólares.

A confirmar-se essa expectativa, este seria o pior ano desde 1995, quando o capital externo destinado à produção no país foi de apenas 3,3 bilhões de dólares.

O Banco Central explicou que rebaixou suas projeções com base no resultado dos quatro primeiros meses do ano, nos quais o investimento estrangeiro direto no país foi de apenas 2,773 bilhões de dólares.

Em contraste com a queda dos investimentos, a autoridade monetária aumentou de 16 para 17,5 bilhões de dólares o superávit da balança comercial previsto para 2003.

Entre janeiro e maio o comércio exterior brasileiro teve um saldo positivo de 8,045 bilhões de dólares, o maior para o período na história do país.

Segundo o Ministério do Comércio Exterior, o bom comportamento da balança comercial se deve ao aumento das exportações para países como China e Argentina, assim como a redução das importações.

A balança comercial brasileira fechou o último ano com um superávit de 13,13 bilhões de dólares.