BB oferece aos funcionários 12,6% de reajuste

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 13 de outubro de 2003 as 20:08, por: cdb

Depois de mais de sete horas de negociação, o Banco do Brasil ofereceu nesta segunda-feira aos trabalhadores reajuste salarial de 12,6%. De acordo com o Sindicato dos Bancários de São Paulo, os salários serão reajustados imediatamente em 6,14%. Para chegar aos 12,6%, os funcionários receberão mais duas promoções.

Os bancários devem decidir ainda neste segunda em assembléia se aceitam ou não a proposta do banco. Em São Paulo, o sindicato, que representa 6 mil trabalhadores, deverá propor a aprovação do reajuste. Em todo o país, o BB tem 79 mil funcionários.

Os empregados do Banco do Brasil ameaçavam entrar em greve ainda nesta segunda-feira se a proposta não fosse melhorada. Os trabalhadores reivindicavam o cumprimento da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) firmada na última sexta-feira com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).

A convenção definiu reajuste salarial de 12,6%, abono de R$ 1.500 e Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de 80% do salário mais valor fixo de R$ 650, com teto de R$ 4.617. Até agora, o índice da Fenaban seria aplicado apenas para o piso do escriturário e verbas como gratificação de caixa, tíquete-refeição e auxílio-creche.

A direção da Caixa Econômica Federal havia anunciado na sexta-feira que irá cumprir a Convenção Coletiva dos Bancários. Algumas diferenças ficaram de ser discutidas nesta segunda, caso do pagamento da antecipação da PLR não previsto na proposta da Caixa.