Barrichello vence em Monza

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 15 de setembro de 2002 as 12:07, por: cdb

Rubens Barrichello conquistou, na manhã deste domingo, a terceira vitória neste ano para a equipe Ferrari e aquarta de toda a sua carreira, em Monza, na Itália. Ele venceu seu companheiro de equipe e já campeão de 2002 por antecipação, Michael Schumacher, que terminou em segundo lugar. Na terceira colocação, ficou Eddie Irvine, da Jaguar, que também corria pela Ferrari antes de trocar de escuderia.

A dobradinha foi muito comemorada pela torcida da escuderia, que encheu de vermelho e amarelo (as cores da Ferrari) o autódromo de Monza.

A maior decepção da corrida foi o desempenho dos pilotos da Willians, Juan Pablo Montoya e Ralf Shumacher. Ambos abandonaram a disputa.

Problemas

Os carros da Willians foram os únicos que demonstraram ser um risco para as Ferrari neste fim-de-semana.

Esse percepção aumentou ainda mais quando Montoya conseguiu a pole nos treinos classificatórios de sábado com a média de velocidade mais rápida de uma corrida de fórmula 1.

Antes da corrida, muitos especialistas esperavam que a Ferrari pudesse ser batida em uma ano de dominação absoluta na categoria.

Mas, na corrida, a história foi diferente.

As duas Willians se embolaram na primeira curva do autódromo e Ralf ultrapassou seu colega de equipe por uma chicane proibida pela prova.

O piloto foi punido e teve que deixar Montoya voltar à liderança. Essa troca de posições, porém, parece ter atrapalhado os dois pilotos que perderam tempo na operação.

Logo depois disso, Ralf viu o motor de seu carro quebrar, e Montoya perdeu sua posição para Barrichello.

O piloto colombiano ainda cometeu um erro em uma das curvas de Monza e danificou seu carro.

Antes de parar por problemas de suspensão, o piloto já não conseguia manter seu ritmo de corrida.

Também marcaram pontos o italiano Jarno Trulli, o inglês Jenson Button, os dois da Renault, e o francês Olivier Panis, da BAR.