Barrichello ensina como pilotar cada trecho de Interlagos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 20 de outubro de 2006 as 10:50, por: cdb

Rubens Barrichello demonstrou por diversas vezes sua paixão por Interlagos. O piloto brasileiro chegou a afirmar que se apaixonou pelo esporte ao ser levado ao circuito paulista ainda garoto e descreve, agora, como o competidor deve realizar a prova em São Paulo.

– O circuito de Interlagos é em sentido anti-horário, o que torna sua realização muito cansativa. Nosso objetivo na última curva é de fazê-la de modo perfeito, para que possamos entrar bem na reta principal e ganhar o máximo de velocidade no trecho. Depois, temos de brecar forte na primeira curva à esquerda, vindos de uma velocidade de 300km/h. No S do Senna, ficamos a 140km/h em terceira marcha e depois pegamos uma curva à esquerda, a Curva do Sol, de onde temos de acelerar para alcançar 290km/h no único outro retão do circuito, a Reta Oposta. Já a Curva da Laranjinha tem sido o ponto crítico para muitos competidores, nela temos de ficar atentos ao controle do breque nas ondulações do trecho.

 
– Nos chamados Pinheirinho e Bico de Pato temos uma combinação direita-esquerda-direita que é feita com baixa velocidade, para depois acelerarmos fundo após a curva do Mergulho. Já no final, fazemos a curva da Junção baixando velocidade de 250 para 120km/h para depois chegarmos à reta da linha final.