Bancos devem ampliar volume de crédito por causa da queda de juros

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 15 de setembro de 2003 as 17:29, por: cdb

O presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Jorge Mattoso, considera que na área bancária o grande desafio com a retomada do crescimento é assegurar que os bancos forneçam crédito à sociedade.

No entanto, ele avalia também que os bancos passarão a ter que trabalhar mais com a concessão do crédito a partir da queda de juros. Ele prevê que a Selic, a taxa básica de juros da economia, chegue a 18% até o fim do ano e a 14% ou 13% no ano que vem.

Mattoso afirmou que é “um bom negócio” para a CEF abrir contas para a população de baixa renda sem depósito mínimo e sem comprovante de renda. De acordo com ele, até sexta-feira foram abertas 555 mil contas deste tipo na Caixa.

Ele afirmou também que a instituição tem hoje 9 mil lotéricas e 2.108 correspondentes bancários como lojas e supermercados abrindo contas deste tipo e recebendo pagamentos. “Queremos chegar a 4.300 correspondentes bancários até o fim do ano”, disse.