Bancária é obrigada a assaltar agência bancária

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 29 de janeiro de 2007 as 17:30, por: cdb

Um grupo de criminosos seqüestrou duas filhas de uma bancária e a obrigou a assaltar a agência do Banco do Brasil onde ela trabalha, em Porto Alegre. Os seqüestradores amarraram explosivos no corpo da gerente de contas Iva Murati e exigiram que ela roubasse R$ 70 mil nesta segunda-feira.

Segundo a polícia, Iva, suas duas filhas e um vigilante de rua foram seqüestrados na noite de domingo. Nesta segunda, ela foi obrigada a ir à agência localizada no bairro Moinhos de Vento. Enquanto isso, as meninas e o homem ficaram em poder dos criminosos.

Ao entrar no banco, a gerente teve uma crise nervosa e acabou revelando o crime. A Polícia Militar foi chamada e começou uma ação conjunta com homens do Grupamento de Ações Táticas Especiais (Gate) e do Batalhão de Operações Especiais (Boe). A agência foi evacuada e o trânsito na região, interrompido.

Os agentes do Gate removeram as dinamites do corpo de Iva e constataram que os explosivos não eram verdadeiros e foram feitos de massa epóxi. Ela foi levada ao pronto-socorro em estado de choque.

A polícia disse que as filhas da gerente e o vigilante já foram libertados. Os criminosos teriam fugido quando souberam que foram denunciados.