Babá acusada de agredir criança em Uberlândia nega acusações

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 27 de outubro de 2006 as 20:31, por: cdb

A babá Érica Oliveira, acusada de agredir uma criança de um ano e nove meses, em Uberlândia, no início deste mês, prestou depoimento à Justiça, nesta sexta-feira. Érica foi ouvida no Fórum da cidade. Ela negou as acusações, contradizendo o que informou aos policiais na delegacia, quando foi presa.

A acusada disse que não sabe as origens das marcas no corpo da criança e que não se lembrava das cenas que foram gravadas por uma câmera instalada na casa pelos pais da criança. A justificativa de Érica é que ela pegava o bebê de mau jeito, por causa da pressa para terminar o serviço. Ela foi indiciada pelo crime de tortura.

A defesa de Érica pediu liberdade provisória, alegando que ela está sofrendo ameaças na carceragem. A Justiça negou o pedido, mas determinou que ela ficasse em uma cela separada para preservar sua integridade. A próxima audiência do caso está marcada para dia 24 de novembro. Os pais, a babá e as testemunhas de defesa e acusação serão ouvidos. Érica Oliveira está no Presido Jaci de Assis.