Autuori admite que São Paulo é favorito no Mundial

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 9 de dezembro de 2005 as 10:13, por: cdb

O técnico do São Paulo, Paulo Autuori, admitiu hoje o favoritismo do tricolor no Mundial de Clubes que começa no domingo em Tóquio, mas pediu cautela.

– Reconheço que podemos ser favoritos por causa da história e da tradição de nosso clube, mas no futebol você nunca sabe antes do jogo o que vai acontecer – disse Autuori em sua primeira entrevista em Tóquio, concedida dois dias depois da chegada da equipe à capital japonesa.

O treinador afirmou que não haverá jogo fácil no torneio, pois no “futebol atual existe um equilíbrio muito grande de forças”.

O São Paulo estreará na próxima quarta-feira já nas semifinais do Mundial, como estipula o regulamento para os vencedores da Copa Libertadores da América (a equipe do Morumbi) e da Liga dos Campeões da Europa (o Liverpool).

Seu adversário sairá da partida entre os campeões da Ásia, Al Ittihad, da Arábia Saudita, e da África, Al Ahly, do Egito.

Autuori evitou falar sobre a possível desvantagem do outro favorito ao título, o Liverpool, que por razões de calendário só viajará a Tóquio na próxima segunda-feira, três dias antes de sua estréia.

– Nossa principal preocupação é o primeiro jogo. Neste torneio é difícil saber o que vai acontecer, porque o aspecto emocional é um dos fatores mais importantes- comentou o técnico são-paulino.

Autuori falou à imprensa acompanhado do goleiro Rogério Ceni e do atacante Amoroso.
Ceni afirmou que nos primeiros treinos em Tóquio a equipe se concentrou em se adaptar à bola, já que esta tem um peso diferente da utilizada no Brasil.

O goleiro-artilheiro reconheceu a importância de jogar em clube com tradição, mas alertou que os adversários, mesmo sem uma história de peso como a do São Paulo, “têm capacidade de vencer e ganhar o torneio”.

Amoroso conhece bem Japão, pois teve uma passagem pelo Verdy Kawasaki há 12 anos.

Autuori conta com quase todos os jogadores que levou ao país asiático prontos para entrar em campo. Uma das duas exceções é o zagueiro Alex, que continua sendo dúvida devido a uma contusão no tornozelo.

O atacante Grafite, que ficou muito tempo afastado devido a uma lesão, não está pronto para jogar os 90 minutos, por isso “pelo menos na primeira partida” não será titular, afirmou o técnico.
O tricampeão da Libertadores tentará no Japão conquistar pela segunda vez para o Brasil o título do Mundial de Clubes.

Como o São Paulo conquistou as Copas Intercontinentais de 1992 e 1993, será “tricampeão mundial” se ganhar o Mundial deste ano.