Autoridades golpeiam grupos armadas na Síria

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 25 de junho de 2012 as 14:50, por: cdb

As autoridades sírias prosseguem nesta segunda-feira (25) a ofensiva para golpear os focos dos grupos armados empenhadas em causar instabilidade no país através de sabotagens, sequestros e outras atividades terroristas.
No bairro de Al-Jabaliya, em Der Ezzour, a 461 quilômetros ao nordeste do país, forças governamentais enfrentaram grupos armados causando a morte de dezenas deles, em uma das ações mais violentas dos últimos dias.

Durante o combate foram apreendidas grande quantidade de armamentos, incluindo lança-foguetes RPG, fuzis automáticos e outros usados por franco-atiradores.

Nessa província, um terrorista suicida detonou um artefato em uma das ruas da cidade, sem que fossem reportados danos consideráveis.

Na província do norte-oriental da Síria, usada por soldados irregulares infiltrados a partir do Iraque, um grupo sabotou neste sábado um oleoduto da empresa petroleira Eufrates, nas imediações da estação de Al-Jido próximo ao município de Abu Hamah, provocando um incêndio na instalação, alvo de frequentes ataques, o ultimo no dia 15 de junho.

Enquanto isso, autoridades de Misraba, em Damasco Campo, detiveram comerciantes surpreendidos enquanto vendiam armas de origem duvidosa.

Também e como parte dos confrontos às ações dos grupos armados em todo o país, forças da ordem prenderam na Latákia, região do Mediterrâneo, os autores de vários atentados com bombas.

Os sujeitos, nomeados Ahmad Nabil Shami e Ezziddin HajYusef, colocavam e detonavam artefatos em áreas dessa província para atentar contra os cidadãos e as forças da ordem, indicou um relatório da agência síria de notícias SANA.

Segundo a fonte, estes dois terroristas explodiram uma bomba na rua al-Iscan, na cidade de Latakia, que causou a morte do cidadão Mohammed Ahmad Hawari e da criança Aiman Tarifi.

Em posteriores confissões difundidas pela televisão estatal síria, HajYusef reconheceu ser membro de uma organização chamada “Coordenadora da Junta de Juventude Livre da Latakia”, que está dirigido por um terrorista conhecido como Adam.

Segundo disse, entre os planos do grupo estão a realização de atentados com bombas, lançamento de granadas, a organização de manifestações e o envio de notícias à cadeia de televisão al-Jazeera para desvirtuar o que ocorre no país.

O terrorista descreveu como executou várias ações entre cujas vítimas fatais estavam várias crianças e cidadãos sírios.

Também na província de Idleb, a 320 quilômetros da capital, morreram em confrontos nove terroristas e outros dois foram capturados, segundo a SANA.

Por outra parte, ontem foram sepultados 44 militares e civis, cujos cortejos fúnebres partiram dos hospitais militares de Tishreen (Damasco) e Alepo.

Nos últimos dias em várias províncias do país forças governamentais enfrentaram os grupos armados como parte dos esforços para estabilizar o país, diante da negativa desses grupos de deporem as armas e irem à mesa de conversas para ajudar a solucionar a crise.

Fonte: Prensa Latina

 

..