Autoridades dos EUA prendem 41 estrangeiros condenados por crimes

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 3 de fevereiro de 2005 as 05:26, por: cdb

Agentes do Serviço de Imigração e Alfândegas (ICE) e do Escritório de liberdade condicional de Nova York detiveram, nesta quarta-feira, 41 estrangeiros condenados por crimes que vão de assassinato a narcotráfico e lavagem de dinheiro.

Os detidos procedem de 22 países e, entre eles, figuram cidadãos do Brasil, Colômbia, República Dominicana, Equador, Haiti, México e Venezuela, informaram as autoridades em comunicado.

Segundo a nota, 22 dos 41 detidos tinham permissão de residência e trabalho nos Estados Unidos.

Os outros detidos são estrangeiros “sem status legal” nos Estados Unidos, que entrarão em um processo legal para sua possível deportação, decisão que deverá ser tomada por um juiz.

A operação, parte de uma iniciativa destinada a retirar das ruas pessoas que cometeram crimes e reforçar a segurança, era dirigida contra criminosos estrangeiros em liberdade condicional, segundo o comunicado.

Os delitos dos quais foram acusados incluem tráfico de armas, narcotráfico, “lavagem” de dinheiro, fraude, declarações falsas, receber propriedades roubadas, produzir documentos de identidade falsos, delitos relacionados com a propriedade intelectual e outros delitos federais.

Nos 18 últimos meses, o ICE desenvolveu outras operações contra estrangeiros condenados em outros estados em colaboração com as autoridades locais e estatais.

O resultado dessas operações foi a detenção de 297 estrangeiros acusados de delitos sexuais e de outros 200 condenados por outros delitos graves.