Aumento da gasolina em Pernambuco foi provocado pelo realinhamento do lucro

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 30 de maio de 2003 as 19:06, por: cdb

A BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras, informou nesta sexta-feira que o aumento no preço da gasolina em Pernambuco, verificado na última quinta-feira pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), foi provocado pelo realinhamento da margem de lucro após um período de margens negativas, provocadas por preços abaixo do custo no Estado.

A justificativa da estatal é a mesma usada pela Shell e Texaco, também flagrada pela agência aumentando preços após a redução promovida pela Petrobras em 1º de maio.

“Naquela capital (Recife), ocorreu, temporariamente, uma baixa significativa de preços. Esta situação é geralmente ocasionada por sonegação de impostos ou adulteração de combustíveis praticados por concorrentes. Este fato obrigou a BR, nos últimos meses, a praticar preços abaixo dos custos, para não perder mercado”, diz a nota da BR.

Depois de regularizada a situação houve um aumento do preço, “de forma a permitirem margens para a remuneração de custos e investimentos”.

A estatal garante que está comprometida com o esforço do governo em reduzir os preços. Segundo a nota, Recife foi o único mercado onde os preços foram elevados.