Ato público encerra encontro de agroecologia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 6 de junho de 2006 as 10:13, por: cdb

Um ato público no centro de Recife, nesta terça-feira, vai marcar o encerramento das atividades do 2º Encontro Nacional de Agroecologia. O evento começou na última sexta-feira no campus da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), com oficinas temáticas, seminários, sessões plenárias e uma feira para apresentação de experiências com produtos agroecológicos, sem uso de defensivos agrícolas nocivos ao meio ambiente e à saúde.

Entre os participantes encontram-se representantes de movimentos sociais, organizações não- governamentais, instituições públicas, quilombolas, indígenas e trabalhadores rurais de todas as regiões do país.

Estão sendo aguardados na plenária de encerramento o presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Sílvio Porto, o secretário de Agricultura Familiar, Valter Bianchini, e o secretário de Desenvolvimento Territorial do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Humberto Oliveira.

Os participantes vão divulgar um documento que sintetiza as discussões do encontro que abordou, entre outros temas, conservação dos recursos naturais, estratégias de gestão dos processos de inovação agroecológica, reforma agrária, comercialização de produtos da agroecologia, segurança alimentar e políticas de financiamento.

De acordo com Aldo Santos, um dos coordenadores do evento, entre as reivindicações a serem apresentadas na chamada Carta Política, que será dirigida ao poder público e apresentada à sociedade, estão crédito para agroecologia, diversidade de culturas, ampliação das pesquisas.

– Agroecologia significa menos fome, combate à desigualdade e inclusão social com melhoria de distribuição de renda – observou. O coordenador disse que só 10% dos agricultores familiares brasileiros utilizam práticas de agroecologia.