Atlético-MG vence com o magro placar de 1×0 em Maceió

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 6 de fevereiro de 2003 as 00:01, por: cdb

Com um futebol apagado, o Atlético-MG venceu o CRB, por 1 x 0, nesta quarta-feira à noite, no Estádio Rei Pelé, em Maceió, em sua estréia na Copa do Brasil. Com o resultado, as duas equipes voltam a se enfrentar em 19 de fevereiro, na capital mineira.

O Galo ficou devendo um futebol melhor e não conseguiu superar um adversário em crise. Se vencesse por dois ou mais gols de diferença, a equipe mineira eliminaria o CRB, sem precisar da segunda partida. Mas o torcedor viu apenas um time apático e sem criação dentro de campo.

O Atlético, que vem de duas vitórias em dois jogos no Campeonato Mineiro, começou a partida errando passes e sem criatividade na armação das jogadas. O técnico Celso Roth manteve o time titular no Estadual, com os volantes Ferrugem, Genalvo e Cleison, deixando o meia Lúcio Flávio e o volante Hélcio, recuperado de contusão, na reserva.

O CRB, que passa por uma crise após quatro derrotas no Campeonato Alagoano, encontrou facilidade para atacar o Galo e, se tivesse melhor pontaria, poderia Ter balançado as redes de Velloso. Foram nada menos do que 12 finalizações, no primeiro tempo, das quais sete para fora e cinco em direção ao gol, mas sem perigo.

Sem lembrar nem um pouco do que já fez no Campeonato Mineiro, o Atlético finalizou apenas três vezes, mas sem nenhum perigo para o goleiro Wilson. Com um futebol sem brilho, o gol do Galo saiu de um lance confuso. Guilherme cruzou da esquerda e a bola tocou no zagueiro Robson antes de morrer no fundo das redes. O primeiro tempo terminou sem empolgar os torcedores das duas equipes.

O Atlético voltou para a segunda etapa com a mesma formação, os meus erros e falta de criatividade, enquanto o CRB continuou pecando na pontaria, mostrando porque passa por um mal momento. A partida seguiu como no primeiro tempo, sem motivação e muita lentidão em campo.

Celso Roth mudou o Atlético no decorrer do segundo tempo. Entraram Juninho, Alessandro e Lúcio Flávio e saíram Paulinho, Kim e Genalvo. A equipe melhorou um pouco, até mesmo pela fragilidade do adversário, mas ainda encontrou dificuldades de chegar ao gol de Wanderley.

A partida se enrolou até o final sem que as equipes conseguisse alguma coisa. Uma vitória apagada, que acabou adiando a decisão da vaga para Belo Horizonte.

CRB 0 X 1 ATLÉTICO-MG

CRB
Wanderley; Cristiano (Wagner), Bruno, Robson e Sidney (Edilson); Anderson, Marcelinho, Roldão (Alexandro) e Alex Mariano; Valdiran e Marcos
Técnico: Sidnei Cardoso

Atlético-MG
Velloso; Cicinho, Neguete, Nem e Michel; Genalvo (Lúcio Flávio), Ferrugem, Cleison e Paulinho (Juninho); Kim (Alessandro) e Guilherme
Técnico: Celso Roth

Data: 5/2/2003 (quarta-feira)
Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió
Público: não divulgado
Renda: não divulgada
Juiz: Antônio Hora Filho (SE)
Cartões amarelos: Cristiano (CRB); Nem, Guilherme, Kim (Atlético)
Gols: Robson (contra), aos 32min do primeiro tempo