‘Atirador de Washington’ é condenado

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 17 de novembro de 2003 as 16:41, por: cdb

Os jurados do Estado americado da Virgínia consideraram John Allen Muhammad, acusado de ser o “atirador de Washington”, culpado de assassinato, terrorismo, conspiração e uso de arma de fogo.

Muhammad, de 42 anos, foi condenado pela morte de Dean Meyers em um posto de gasolina na cidade de Manassas, na Virgínia, em 9 de outubro de 2002. Esse é um dos dez assassinatos atribuídos ao “atirador de Washington”.

Muhammad era veterano da Guerra do Golfo e negou as acusações.

Com essa decisão do júri, ele pode ser condenado à pena de morte ou à prisão perpétua. O juiz e os jurados devem decidir a sentença nos próximos dias.

Ele também deve ser julgado pelos outros nove crimes e três tentativas de assassinato.

Outro julgamento

Paralelamente, outro júri da região de Chesapeake começou a ouvir testemunhas para julgar Lee Boyd Malvo, um jovem de 18 anos e possível cúmplice de Muhammad.

Malvo é acusado de matar a funcionária do FBI Linda Franklin, que foi assassinada a tiros no dia 14 de outubro de 2002, também na Virgínia.