Ataques dos EUA já fizeram mais de 1,5 mil vítimas civis no Afeganistão em 25 dias

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 31 de outubro de 2001 as 20:16, por: cdb

O embaixador do Talebã no Paquistão, mulá Abdul Salam Zaeef, disse que mais de 1500 pessoas já morreram desde o início dos ataques americanos há 25 dias. Não há informação independente sobre o número de mortos, mas a campanha militar americana vem sendo condenada pelo mundo árabe.

Os Estados Unidos, que já admitiram que civis foram mortos, disse que os números apresentados pelo Talebã são exagerados. O anúncio do embaixador afegão acontece logo após o mais forte bombardeio no sul de Kandahar.

Ataques

Os aviões americanos puderam ser ouvidos sobrevoando a região durante várias horas na madrugada desta quarta-feira. O correspondente da BBC em Kandahar, Simon Ingran, que está no grupo de 20 jornalistas ocidentais que conseguiram chegar à área controlada pelo Talebã pela primeira vez desde o início dos ataques, disse que ouviu uma forte explosão por volta das 5h20m hora local (22h20m), que estremeceu os vidros da casa onde está hospedado.

Testemunhas disseram que os americanos atacaram áreas sob o controle Talebã no norte de Cabul. Pela primeira vez desde o início dos ataques foram lançadas bombas B-52. O correspondente em Kandahar disse ainda que a cidade está no escuro, pois os ataques cortaram os suprimentos de energia elétrica.

Moradores disseram que as condições sanitárias na cidade são terríveis e que muitas pessoas estão nas ruas procurando por comida.