Ataque mata três soldados dos EUA em Bagdá

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 21 de setembro de 2003 as 13:57, por: cdb

Três soldados americanos morreram e outros 13 ficaram feridos em ataques da resistência armada iraquiana, informaram neste domingo fontes militares norte-americanas.

Segundo estas fontes, em um ataque em Bagdá, no qual morreram dois soldados, foram usados morteiros na ofensiva, realizada na noite de ontem contra a prisão de Abu Gharib, localizada a oeste da capital.

Este foi o primeiro atentado fatal da resistência desde a última quinta-feira, quando três soldados dos EUA foram mortos perto da cidade de Tikrit, cerca de 170 quilômetros ao norte de Bagdá.

Um outro soldado americano morreu em um ataque com explosivos contra um veículo militar ontem na cidade de Ramadi, a oeste de Bagdá. O soldado, que pertencia ao I Regimento de Cavalaria Blindada, ficou gravemente ferido na explosão ocorrida às 21h30 locais (14h30 de Brasília) nesta cidade sunita onde há vários partidários do presidente deposto Saddam Hussein. Segundo as informações, o militar estava em um veículo que “foi atingido por um artefato explosivo caseiro e veio a falecer a caminho do hospital”.

Quase 80 americanos perderam a vida em ações da resistência armada desde que Washington anunciou o fim da guerra no Iraque, em 1º de maio passado.

Além da capital e Ramadi, os ataques se concentraram nas cidades de Tikrit, Faluja e Balad, cujos habitantes são, em sua maioria, muçulmanos sunitas.