Assassinado o terceiro prefeito em Mindanao

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 30 de junho de 2003 as 04:29, por: cdb

O prefeito da localidade minerária de Monkayo, na região filipina de Mindanao (sul), foi assassinado este fim de semana com vários disparos, elevando para três os governantes locais mortos de forma violenta no país na última semana, informou, nesta segunda-feira, a imprensa local.

Joel Brillantes, de 48 anos, morreu no sábado em Monkayo (1.000 quilômetros ao sudeste de Manila) com dois tiros na cabeça dados por um desconhecido, que foi imediatamente abatido pelo segurança do prefeito, de acordo com o jornal “Inquirer”.

O prefeito foi centro de uma grande polêmica no ano passado, quando ordenou o fechamento de várias minas de ouro de sua localidade, alegando razões ambientais. Na época, os críticos da medida afirmaram, porém, que havia interesses econômicos por trás da decisão.

Brillantes foi o terceiro dirigente local assassinado nos últimos dias. No dia 22 deste mês, vários supostos guerrilheiros comunistas mataram o prefeito de Tayug, cerca de 180 quilômetros ao norte de Manila, enquanto que na quinta-feira passada o prefeito de Payao (Mindanao) morreu em uma emboscada armada por rebeldes separatistas.

Segundo a Polícia, que ainda investiga os fatos, os três assassinatos não parecem estar relacionados entre si.