Assaltantes invadem residência de embaixador em Santa Teresa

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 18 de dezembro de 2016 as 23:27, por: cdb

Segundo o embaixador Nogueira Lopes, na região belga de Flandres, uma das mais desenvolvidas do país, a violência também é uma realidade, com mecanismos de controle melhor equipados

 

Por Redação – do Rio de Janeiro

 

A residência do embaixador Sergio Nogueira Lopes, em Santa Teresa, foi assaltada na noite deste sábado, em mais um episódio de violência no bairro, marcado pela presença de traficantes nas comunidades da região. O representante da SPB-Brasil, em missão ao Estado de Flandres, na Bélgica, escapou da invasão promovida por dois assaltantes. Uma de suas assessoras, ao chegar no local, viu sinais de arrombamento e chamou a Polícia Militar. No local, os homens da PM vasculharam a propriedade e encontraram dois homens, escondidos em uma construção vizinha à casa.

Fernanda e o pai, o embaixador Sergio Nogueira Lopes, no intervalo entre duas agendas, em Bruxelas
Fernanda e o pai, o embaixador Sergio Nogueira Lopes, no intervalo entre duas agendas, em Bruxelas

— Notei que havia pedaços de vidro espalhados no alpendre e a porta estava entreaberta. Como o embaixador está viajando, não teria sido o vento de uma chuva forte, na noite passada, que teria causado tantos estragos. Temi por minha segurança e chamei os policiais militares que, em alguns minutos, chegaram ao local. Agradeço ao atendimento da equipe chefiada pelo oficlal Girão — disse a assessora da SPB-Brasil.

Embaixador da SPB-Br

De volta ao Rio, neste domingo, Nogueira Lopes avaliou o incidente como “lastimável” e teceu novos elogios à Polícia Militar.

— O capitão Girão, que comandou as buscas aos assaltantes, representa o esforço da sociedade na tentativa de fazer do Rio de Janeiro uma cidade mais segura. Mas temos que reconhecer a dificuldade que encontram, com os obstáculos e privações que a crise econômica impõe ao Estado brasileiro. Da mesma forma, prescinde da atenção pública a questão da violência, dos assaltos, do tráfico de drogas, fatores que degradam a cidade, internacionalmente — afirmou.

Na região belga de Flandres, uma das mais desenvolvidas do país, a violência também é uma realidade, com mecanismos de controle melhor equipados.

— O tráfico de drogas e o drama humano que produz, a exemplo destes dois assaltantes, são os mesmos em qualquer parte do mundo. Apenas a forma como enfrentá-los precisa ser priorizado pela sociedade e, infelizmente, por aqui as prioridades são outras — afirmou o sociólogo Nogueira Lopes.

Projetos flamencos

O trabalho desenvolvido pela SPB-Brasil, de educação especializada para crianças portadoras de necessidades especiais, há mais de 80 anos, recebe o reconhecimento de instituições similares. Nogueira Lopes, na visita à região flamenca, identificava projetos semelhantes àqueles em curso, no Estado do Rio.

Os assaltantes foram conduzidos à delegacia da área, para identificação.