Artigo – Repensando a sustentabilidade

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 25 de janeiro de 2012 as 09:32, por: cdb

25/01/2012 09:15:22

O secretário municipal do Meio Ambiente, Luiz Fernando Záchia, teve o seguinte artigo publicado, na página 14, da edição desta quarta-feira (25) de Zero Hora:

Porto Alegre se orgulha de ser a terra natal do ambientalista José Lutzenberger, pioneiro no país na discussão sobre meio ambiente. Há 40 anos, o gaúcho dava início à então carreira solo na luta pela preservação da natureza. Tachado de louco por uns e chamado de messias por outros, Lutz, como era conhecido entre os amigos, já defendia a sustentabilidade no começo da década de 1980. ?Se quisermos que sobreviva a nossa civilização tecnológica, algo teremos que aprender com as tecnologias naturais. Nossa tecnologia terá de se tornar sustentável?, dizia.

Quase 10 anos depois, Lutzenberger assumiu a Secretaria Nacional de Meio Ambiente com a missão de organizar a Eco-92, a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento, realizada no Rio. No evento, que consolidou o conceito de desenvolvimento sustentável, líderes de 179 países assinaram a Agenda 21 para a promoção de uma política de desenvolvimento pautada na responsabilidade ambiental.

Agora, 20 anos depois, temos todos (entes públicos, privados e a sociedade civil) a oportunidade de repensar com responsabilidade o caminho que percorremos até aqui e os rumos urgentes que pretendemos trilhar para garantir um futuro melhor para nossos filhos e netos. O Fórum Social Temático ? Crise do Capitalismo, Justiça Social e Ambiental ? e o 2º Encontro Brasileiro de Secretários do Meio Ambiente, eventos preparatórios para a Rio+20 (Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, que ocorre em junho no Rio), inserem Porto Alegre novamente no centro das discussões mundiais. Mais do que nunca, está em nossas mãos agir localmente para atingir resultados globais.

É acreditando nisso e criando alternativas sustentáveis para a gestão pública que a prefeitura trabalha. Projetos importantes irão avançar em 2012, como o da revitalização da orla do Guaíba e do Arroio Dilúvio, a qualificação das áreas verdes e a intensificação das ações de educação ambiental. É urgente que, por meio do compartilhamento de responsabilidades, cheguemos juntos a uma equação equilibrada entre a preservação do meio ambiente e o desenvolvimento das cidades. O alerta nos foi dado por Lutzenberger há 40 anos. Cabe a cada um de nós repensar as ações cotidianas e trabalhar em conjunto por um mundo mais justo, solidário e sustentável.

Texto de: Cibele Carneiro
Edição de: Pedro Fernando Garcia de Macedo
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

/artigo