ARTE APROXIMA HOMEM DE DEUS, DIZ PAPA

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 31 de agosto de 2011 as 08:23, por: cdb

CASTEL GANDOLFO, 31 AGO (ANSA) – O papa Bento XVI afirmou que a arte pode permitir uma aproximação com Deus, ao discursar durante a audiência geral desta quarta-feira, celebrada na residência vaticana de Castel Gandolfo, na Itália.
   
Para o Pontífice, a arte “é como uma porta aberta para o infinito, para uma beleza e uma verdade que vão além do cotidiano”.
   
“Uma obra de arte pode abrir os olhos da mente e do coração, impulsionando-nos para o alto”, disse o Papa.
   
De acordo com ele, “uma obra de arte é o fruto da capacidade criativa do ser humano, que se interroga diante da realidade visível, tenta descobrir seu sentido profundo e comunicá-lo através da linguagem das formas, cores, sons”.
   
Bento XVI citou artistas e intelectuais como Marc Chagall e Paul Claudel, e convidou os fieis a “redescobrirem a beleza artística como ajuda à oração”.
   
“Que a visita aos lugares da arte não seja apenas enriquecimento cultural, mas que possa se converter também em um momento de graça, de estímulo para o diálogo com o Senhor”, recomendou o Pontífice.
   
Bento XVI ainda destacou a “necessidade, para cada cristão, de encontrar tempo para Deus, para a oração, em meio de tantas ocupações de nossas jornadas”. (ANSA)