Argentino estreia no comando da colômbia em amistoso

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 28 de fevereiro de 2012 as 12:12, por: cdb
Colômbia
Antes de comandar a Seleção de Futebol da Colômbia, Pekerman era técnico da Argentina

O amistoso desta quarta, contra o México, em Miami, será a estreia de José Pekerman como técnico da Colômbia. Em entrevista ao site da FIFA, o zagueiro do Milan, Mario Yepes, com 36 anos, e 13 deles com o uniforme nacional, desejou boas-vindas ao treinador argentino e falou sobre os desafios que ele terá pela frente.

O primeiro deles é o tempo. Pekerman foi contratado no início de janeiro para o lugar de Leonel Álvarez, demitido no dia 13 de dezembro após três meses no cargo. Nesta quarta-feira, o tricampeão mundial sub-20 pela Argentina já encara um importante duelo contra os sólidos mexicanos, com a obrigação de imprimir a sua marca à frente de uma seleção carente de constância e tranquilidade.

Com efeito, essa será a única partida que ele terá para avaliar os jogadores antes de mergulhar de cabeça nas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. Embora nunca tenha trabalhado com o treinador, Yepes defendeu o River Plate, onde conheceu de perto o futebol argentino e seus personagens.

– O Pekerman é pouco conhecido na Europa, porque só trabalhou na América do Sul, mas posso garantir que ele tem uma ótima reputação no continente e gosta de ver o time jogar bonito – disse o capitão colombiano. “Quando eu estava no River Plate, ele treinava a seleção sub-20, e muitos jogadores convocados naquela época atuavam comigo no clube e me falavam bem dele, principalmente sobre a sua preferência pelo futebol ofensivo”, lembra.

Eliminada nas quartas de final da Copa América 2011 pelo Peru, a Colômbia tem um reencontro com o seu carrasco marcado para o próximo dia 2 de junho. Após a derrota por 2 a 1 para a Argentina em casa, a seleção ocupa a sexta colocação das eliminatórias e só pode pensar na vitória. Yepes, porém, acredita na competência do técnico que levou a Albiceleste às quartas de final da Alemanha 2006.