Argentina afirma que não foi consultada sobre envio de tropas ao Iraque

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 18 de setembro de 2003 as 23:26, por: cdb

Diferentemente do Brasil, o governo argentino insiste em negar as versões que indicam que o presidente Néstor Kirchner teria sido consultado pela Casa Branca sobre a possibilidade de que seu país envie tropas para colaborar na ocupação do Iraque.

Segundo fontes do Ministério da Defesa consultadas pelo GLOBO, a Argentina não recebeu qualquer pedido por parte dos EUA.

– A Argentina não foi sondada, mas a posição do país continua sendo a mesma: seguiremos as diretrizes das Nações Unidas. O país não mandaria um soldado sequer ao Iraque sem o respaldo do Conselho de Segurança da ONU – enfatizou uma fonte.

No entanto, alguns analistas locais consideram que o apoio dado pelo presidente americano George W. Bush ao governo Kirchner durante as negociações da Argentina com o Fundo Monetário Internacional (FMI), semana passada, teve, claramente, segundas intenções.