Arcebispo é seqüestrado perto de Bogotá

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 12 de novembro de 2002 as 00:30, por: cdb

O presidente da Conferência Episcopal Latino-americano, o arcebispo de Zipaquira, Jorge Jimenez, foi seqüestrado, na segunda-feira, por homens armados não-identificados, perto da capital colombiana de Bogotá.

Segundo Evert Bustamante, prefeito de Zipaquira, a 40 quilômetros ao norte de Bogotá, Jorge Jimenez “saiu de casa cedo, na segunda de manhã, em seu carro, para presidir uma cerimônia religiosa perto do vilarejo de Pacho, a cerca de 20 quilômetros daqui”.

“O motorista de Jimenez e uma outra pessoa que o acompanhava voltaram sozinhos dizendo que o arcebispo e o padre Orjuela, de Pacho, tinham sido levados por dois homens não-identificados”, disse Bustamante.

O prefeito disse que o seqüestro aconteceu às 9h30, hora local (12h30, horário de Brasília), perto de San Antonio de Aguilera, vizinho de Pacho, onde Jorge Jimenez faria um batismo.

Farcs

Segundo fontes militares colombianas, o Exército organizou uma vasta operação de busca para tentar localizar o arcebispo Jimenez e o padre Orjuela.

Na região onde os dois religiosos desapareceram, encontra-se um grande número de integrantes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, as Farcs.

De acordo com o general Carlos Ospina, este seqüestro teria sido obra provavelmente das Farcs.

A violência contra representantes da Igreja católica colombiana voltou a se acentuar, este ano, com o assassinato, em março, de nove eclesiásticos, incluindo o arcebispo de Cáli, Isaías Duarte.

Nos 38 anos de guerra contra o governo da Colômbia, os guerrilheiros das Farcs seqüestraram muitos religiosos.