Árbitro anula gol do Peru ao ver imagem de cinegrafista

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 27 de outubro de 2003 as 22:16, por: cdb

O árbitro de futebol Hugo Rivera entrou para a história, pelo menos no esporte do Peru, ao anular uma jogada a partir de imagens que mostravam que a bola não havia entrado no gol.

A decisão, aparentemente inédita, ocorreu na partida deste domingo entre Sporting Cristal e Sport Boys, válida pela primeira divisão do país.

Ao ficar em dúvida no lance, o juiz não titubeou e pediu a ajuda de seu auxiliar Iván Chang. O bandeirinha pegou a câmera de um cinegrafista e reviu todo o lance da jogada polêmica.

Aos 42 minutos, um jogador do Cristal chutou contra o gol dos Boys. O goleiro defendeu parcialmente, jogando a bola na trave direita e fazendo o bandeirinha correr para o centro do campo, indicando o gol.

A torcida do Cristal comemorou, enquanto os jogadores dos Boys cercaram Riera. No meio da confusão, Chang correu até o juiz e afirmou que confirmara nas imagens de uma câmera digital de TV que a bola não havia entrado.

O árbitro principal não teve mais dúvidas: anulou o gol e deu bola ao alto, para o desespero dos jogadores e da torcida do Cristal.

O juiz internacional, Alberto Tejada, disse que a Fifa não autoriza que os árbitros das partidas oficiais usem imagens de televisão para tomar uma decisão sobre o que acontece dentro de campo, mesmo que a medida possa evitar erros.

O Sporting Cristal perdeu o jogo para o Sport Boys por 4 a 2. A partida era válida pela décima terceira rodada do Torneio Encerramento 2003 da primeira divisão do Campeonato Peruano.