Aprovação do governo cai para 42%

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 2 de novembro de 2003 as 09:28, por: cdb

O governo Lula é aprovado por 42% dos brasileiros, de acordo com pesquisa do Instituto Datafolha, publicada neste domingo no jornal do Grupo Folha, realizada entre os dias 28 e 29 de outubro. O índice de aprovação teve uma pequena queda desde agosto, quando 45% da população considerava a administração Lula ótima ou boa.

A oscilação negativa de três pontos está dentro da margem de erro da pesquisa, que é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O Datafolha entrevistou 3.627 pessoas em 130 cidades nos 26 estados e no Distrito Federal.

Para 44% dos entrevistados, o governo Lula apresenta um desempenho regular. Já a taxa de ruim ou péssimo foi de 10% para 11%.

A pesquisa revela uma estabilidade na taxa de aprovação de Lula no seu primeiro ano como presidente. No primeiro levantamento do instituto em março deste ano, Lula teve 43% de aprovação para seu governo. Em junho o percentual foi para 42%, e, em agosto, para 45%.

A percepção geral dos brasileiros sobre os ministros de Lula não é muito abaixo do que a avaliação do governo: 38% acham que seus assessores de primeiro escalão têm um desempenho ótimo ou bom, 48% acham que é regular e 10% consideram ruim ou péssimo.

Já os indicadores do desempenho pessoal do presidente, demonstram que Lula preserva uma boa imagem. Para 60%, o presidente tem um desempenho pessoal ótimo ou bom. Outros 31% disseram que Lula tem sido regular. Só 6% escolheram ruim ou péssimo. Para 90% dos entrevistados, Lula é uma pessoa humilde. Há 89% dos brasileiros que o consideram simpático e 80% que o caracterizam como sincero.

Para 71% das classes D e E, Lula é muito inteligente. O percentual vai para 64% nas classes A e B. A maior diferença de avaliação entre classes sociais está na pergunta se Lula é democrático. Para 78% dos integrantes da elite (classes A e B), o presidente possui essa característica. Já, entre os mais pobres (D e E), 58% acham Lula democrático.

Embora satisfeitos com o governo e com o desempenho pessoal do presidente, apenas 20% dos entrevistados disseram que estão hoje melhor do que antes da posse de Lula, em 1º de janeiro passado.

Outros 67% acham que a situação permanece a mesma, e 12% apontam que a realidade hoje é pior.
De acordo com a pesquisa, Lula também tem deixado a desejar no combate ao desemprego para 54% dos entrevistados. Essa parcela respondeu que o desempenho do petista nessa área é ruim ou péssimo. A mesma avaliação era compartilhada por 50% dos brasileiros em agosto e 43% em março dste ano. No início do governo, o desemprego era apontado como principal problema do país por 31% dos entrevistados.

O Datafolha verificou, antes da posse do presidente, que 71% dos brasileiros consideravam que Lula seria ótimo ou bom no combate ao desemprego. No novo levantamento, esse percentual caiu para 14%.