Após troca de tiros, policiamento é reforçado no Alemão e na Penha

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 28 de novembro de 2012 as 10:56, por: cdb
O policiamento foi reforçado no Conjunto de Favelas do Alemão, na Zona Norte do Rio, após uma troca de tiros com criminosos

O policiamento foi reforçado no Conjunto de Favelas do Alemão, na Zona Norte do Rio, após uma troca de tiros com criminosos, nesta quarta-feira, que deixou um PM ferido. O soldado José Antônio de Oliveira Mesquita, da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Nova Brasília, foi atingido por um tiro nas costas. Ele foi salvo pelo colete que impediu que a bala penetrasse em seu corpo.

De acordo com a polícia, o criminoso identificado como Gleidson Paiva de Souza Silva, de 23 anos, foi morto no confronto. Um menor de 16 anos, uma réplica de fuzil, uma pistola e munição foram aprendidos. Um outro criminoso conseguiu fugir. Ainda de acordo coma  polícia, em represália, traficantes fizeram disparos contra uma patrulha na Favela Vila Cruzeiro e também em direção ao container da UPP Merindiba. Não houve feridos.

Segundo informações obtidas pelo portal G1, nesta quarta-feira, a PM, com o apoio do Batalhão de Choque (BPChq), fez buscas na região para tentar prender os traficantes responsáveis pelos disparos contra policiais. Um dos locais foi o Parque Xangai, que dá acesso à Igreja da Penha. Ninguém foi preso.

Nesta quarta-feira, faz dois anos que forças de segurança ocuparam os Conjuntos de Favelas do Alemão e também da Penha,. Desde então, a região passou a ser patrulhada pelo Exército. Neste período, houve confrontos entre policiais e traficantes. Um dos mais graves aconteceu em julho deste ano. A soldado Fabiana Aparecida de Souza, de 30 anos, morreu após levar um tiro de fuzil 762, em um ataque à Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da comunidade de Nova Brasília.