Após aumento das tarifas, Telemar ganha contrato milionário com a Câmara

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 3 de julho de 2003 as 13:57, por: cdb

A Telemar desbancou a Embratel no contrato de prestação de serviços de longa distância à Câmara dos Deputados. A companhia assinou um contrato de R$ 1,9 milhão para completar as chamadas de Brasília aos 16 estados de sua região de cobertura pelos próximos 12 meses. A terceirização pode ser renovada por mais cinco anos.

Todo o gerenciamento das chamadas será feito a partir do Centro de Gerência de Serviços da Telemar, localizado na capital paulista.

A Câmara dos Deputados, de onde trafegam 8,4 milhões de minutos em ligações por dia, espera uma redução de 75% nos seus gastos de ligações de telefone fixo para fixo e de 60% nas chamadas de fixo para móvel.

Este é o terceiro contrato fechado pela Telemar com órgãos de governo nos últimos 30 dias.

Em meados de junho, ela assinou um contrato com o governo do estado do Rio de Janeiro para prestar consultoria na área de serviços de telecomunicações e segurança da região. O secretário Anthony Garotinho, responsável pela pasta da segurança, estima que o projeto envolva cerca de R$ 100 milhões.

O contrato prevê duas etapas de prestação de serviços por parte da Telemar. Na primeira, estimada em três meses, a companhia vai fazer um estudo técnico para avaliar as necessidades do estado em termos de telecomunicações e segurança.

Na segunda etapa, ela vai promover uma licitação para comprar 500 câmeras que serão instaladas em locais estratégicos do Rio de Janeiro. A Telemar vai instalar os equipamentos e ligá-los por meio de fibras ópticas para que suas imagens sejam acessadas pelo departamento de polícia.

A operadora também vai apontar formas para integração dos serviços de emergência e melhoria dos serviços de rádio da polícia local.

No início do mês passado, a operadora anunciou sua vitória na licitação promovida pela Caixa Econômica Federal (CEF) para a prestação de serviços de transmissão de dados nos 16 estados de sua área de cobertura, entre Amazonas e Rio de Janeiro.

O contrato garante à Telemar uma receita de R$ 36 milhões e tem validade de dois anos, prorrogáveis até cinco.

A Telemar vai interligar as agências e quiosques da Caixa entre os 16 estados. A estimativa das companhias é que a parceria garanta à CEF uma redução de custos de cerca de 10% com a comunicação de dados.

A operadora também vai instalar uma gerência de rede em cada estado. O monitoramento e o gerenciamento da rede de dados da CEF e será feita em tempo real e cada estação de gerência terá um técnico residente que vai controlar o tempo de resposta de todos os circuitos envolvidos.