Apenas quatro governadores do PMDB estão em Florianópolis para reunião

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 17 de novembro de 2006 as 20:15, por: cdb

A reunião do PMDB em Santa Catarina, marcada para as 19 horas desta sexta-feira hoje em Florianópolis, foi esvaziada. Até o momento, apenas quatro governadores do partido estão no estado: Eduardo Pinho Moreira, atual chefe do Executivo catarinense, o governador eleito do Mato Grosso do Sul André Puccinelli e os governadores reeleitos de Santa Catarina e do Paraná, Luiz Henrique da Silveira e Roberto Requião, respectivamente.

O encontro foi organizado para definir a posição oficial do partido em relação ao apoio ao segundo governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ainda estão por chegar o governador do Rio Grande do Sul Germano Rigotto e o presidente nacional do partido, deputado federal Michel Temer.

Os governadores que já estão na Capital defenderam um apoio institucional a Lula, e ontem à noite, Temer disse em entrevista à Agência RBS que o apoio seria independente da ocupação de cargos.

O governador Luiz Henrique da Silveira falou sobre a unidade do partido sobre o apoio ao presidente Lula e criticou os governadores que não vão participar do encontro em Santa Catarina.

– Se o governo Lula quer o apoio do PMDB, que negocie com todos. Não sei por que esse esvaziamento da reunião. Mas eu acreditei na palavra dos governadores que disseram que viriam ao encontro e eu espero que venham -, disse Luiz Henrique da Silveira.

Os governadores que não vieram ao Estado foram Sérgio Cabral Filho (RJ), Marcelo Miranda (TO), Eduardo Braga, reeleito no Amazonas, e o também reeleito Paulo Hartung (ES). Os quatro apoiaram o presidente Lula na disputa ao segundo turno das eleições.