Antes de viajar, Lula regulamenta a venda fracionada de remédios

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 10 de maio de 2006 as 07:57, por: cdb

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou, nesta quarta-feira, em cerimônia no Palácio do Planalto, duas medidas destinadas à implementação do Programa de Medicamentos Fracionados. A primeira, na forma de um decreto, autoriza a venda fracionada de remédios também em drogarias. Até então, essa forma de comercialização de medicamentos só era permitida em farmácias de manipulação. A outra proposta do governo é um projeto de lei, a ser encaminhado ao Congresso Nacional, que torna obrigatória a produção de remédios fracionados por todos os laboratórios e indústrias farmacêuticas.

O anúncio das duas medidas foi o único compromisso oficial do presidente à tarde. À noite, ele viaja para Viena, na Áustria, onde participa, a partir desta quinta-feira, da 4ª Reunião de Cúpula dos Chefes de Estado e de Governo da América Latina, Caribe e União Européia. O embarque da comitiva presidencial está previsto para as 23 horas.

Nesta quarta-feira de manhã, antes do lançamento das medidas na área de medicamentos, Lula teve alguns compromissos no Palácio do Planalto. Às 9 horas, concedeu audiência ao presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Glauco Arbix. Em seguida, recebeu o ministro da Secretaria-geral da Presidência, Luiz Dulci e, na seqüência, o assessor especial Cézar Alvarez.