Ano-Novo nas estradas deixa saldo de 106 mortes e quase 1,3 mil feridos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 3 de janeiro de 2011 as 14:35, por: cdb

>
03/01/2011Ano-Novo nas estradas deixa saldo de 106 mortes e quase 1,3 mil feridos

Da Agência Brasil

Brasília – O feriado de Ano-Novo registrou menos acidentes, mortos e feridos que o feriado de Natal. Entre sexta-feira (31) e ontem (2), 106 pessoas morreram nas rodovias federais em todo o país. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 1.844 acidentes com 1.294 feridos. No feriado de Natal, foram contabilizados 1.884 acidentes que deixaram 1.361 feridos e 117 mortos.

O índice de mortalidade dos acidentes também foi maior no feriado Natal, quando a PRF registrou uma morte para cada 16,1 acidentes. No Ano-Novo, esse índice foi de uma morte por 17,4 acidentes. O último dia do ano (31) foi também o mais trágico em relação às mortes nas estradas: 49.

De acordo com o assessor de Comunicação da PRF, inspetor Alexandre Castilho, o Ano-Novo, historicamente, apresenta menor registro de acidentes que o Natal. “No feriado do Ano-Novo, o movimento está localizado em certos corredores viários que fazem o trajeto interior-litoral, o que facilita a fiscalização”. Além disso, ele destacou que, devido ao mau tempo, muitas famílias desistiram de viajar de carro. “As chuvas, principalmente no Sudeste e Centro-Oeste, diminuíram o movimento nas estradas”.

O estado com maior número de mortes nas estradas foi Minas Gerais (19), seguido da Bahia (13) e do Paraná (9). Em relação ao número de acidentes, Minas Gerais também aparece como o primeiro da lista, com 388 acidentes, seguido por Paraná (231) e Santa Catarina (190).

Em três dias de operação foram feitos 11,2 mil testes do bafômetro, que levaram 128 pessoas à prisão por embriaguez ao volante.

Edição: Vinicius Doria