Animais peçonhentos fazem dois óbitos na região

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 2 de março de 2012 as 13:47, por: cdb

02/03/2012 – 16:44Animais peçonhentos fazem dois óbitos na região

Mais do que se imagina, animais peçonhentos também provocam muitos danos e até matam na região. Este ano, dois óbitos foram registrados por mordida de cobra nos hospitais de Marabá. Uma das vítimas era de Parauapebas e, a mais recente, falecida em 16 de fevereiro, de Nova Ipixuna.

Ao adentrar a floresta, todo cuidado é pouco, o indivíduo deve estar equipado de botina e roupas adequadas e, melhor, ficar atento onde pisa, evitando surpresa das cobras e insetos venenosos. Dentre as cobras, as mais comuns são as jararacas (várias espécies); insetos perigosos na região são: aranhas, escorpiões e também o potó, semelhante a um pequeno escorpião.

Marabá registrou, este ano, o total de 29 acidentes por animais/insetos peçonhentos. Desse total, nove são de municípios vizinhos. Acidentes classificados de leve, foram 16 ocorrências; moderado (11) e grave (02).

O que poderia ser acidente leve, pode tornar-se grave, com a demora no atendimento. Portanto, é um alerta para que as vítimas procurem imediatamente socorro médico.

Em caso de picada de cobra, se possível, leve o animal para classificação. Isso ajuda na escolha do tipo de soro antiofídico.

No ano passado, foram registradas 198 ocorrências desse tipo de acidente em Marabá, dos quais 159 locais. A área de maior incidência de vítimas de bichos peçonhentos é a mata do Exército Brasileiro.