Angelina Jolie critica Sharon Stone em Davos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 29 de janeiro de 2005 as 16:38, por: cdb

A atriz Angelina Jolie, eleita a mulher mais sexy do mundo, disse neste sábado que as celebridades que afirmam defender os pobres podem causar mais prejuízos do que benefícios.

– Acho que se pode causar estragos – disse Angelina, um dia depois de a colega Sharon Stone ter arrecadado, em cinco minutos, US$ 1 milhão de empresário que participavam do Fórum Econômico Mundial, em Davos – As celebridades têm a responsabilidade de saber do que estão falando e de se comprometer no longo prazo – declarou a atriz de 29 anos. Há quatro anos ela é embaixadora da boa-vontade da agência de refugiados da Organização das Nações Unidas (ONU).

Angelina tem usado seu poder de atrair atenção pública em benefício das crises humanitárias no Chade, Sudão e Serra Leoa, e recebeu elogios de autoridades da ONU. Ela diz que doa um terço de sua renda para caridade.

– Ser apenas uma atriz não me ajuda a dormir bem. Quando faço algo pelas pessoas, aí sinto que minha vida tem valor – afirmou.

Na sexta-feira, Sharon Stone se levantou da platéia durante uma apresentação sobre a guerra contra a pobreza e desafiou a elite presente em Davos a prometer doações para a compra de mosquiteiros para as camas de crianças africanas, algo que as protege contra mosquitos transmissores de malária.

As celebridades ganharam destaque no fórum deste ano. Além de Sharon Stone e Angelina Jolie, estrelas como Richard Gere, Bono, Lionel Richie, Peter Gabriel e Youssou N’Dour pediram ajuda aos pobres.